Sanasa, Refugiados, Movimentos Sociais e Saúde

Em 2015, Pedro Tourinho denunciou que a Sanasa aumentou seus gastos com publicidade em 3.158,82% na gestão do prefeito Jonas Donizette. Ainda na Sanasa, o parlamentar precisou entrar na Justiça para conseguir os nomes dos funcionários comissionados, cargos e matrículas, já que, após requerimento oficial, a empresa se negou a fornecer.

O vereador Pedro Tourinho presidiu a CEE (Comissão Especial de Estudos) para discutir ações de acolhimento, integração e ajuda humanitária aos refugiados sírios e imigrantes haitianos em Campinas. O vereador Campos Filho fez uma proposta de emenda à LOM (Lei Orgânica Municipal) que pretende proibir a discussão na educação municipal sobre identidade de gênero, gênero e orientação sexual. Pedro Tourinho, junto com diversos movimentos sociais, trabalhou para barrar o que ficou conhecida como a “emenda da opressão”.

Ao lado do deputado estadual Marcos Martins (PT), Tourinho promoveu uma ação que resultou em projetos em cidades pelo Estado que proíbem o abastecimento além do limite automático nas bombas dos postos de combustíveis da cidade. O PL visa evitar que os vapores do benzeno sejam inalados por frentistas, passageiros, proprietários de veículos e de postos de abastecimento. Os vapores podem causar câncer.

Bitnami