Institudo Federal em Campinas, Fiscalização da EMDEC, CPI e Moradia

Em 2013, primeiro ano do primeiro mandato, Pedro Tourinho protocolou no MPE (Ministério Público Estadual) um pedido para que a planilha de custos da Emdec, usada para calcular o valor das tarifas de ônibus em Campinas, uma vez que foi constatada uma diferença de até 40% entre o valor da planilha e o praticado no comércio em geral nas compras de pneus.

Também em 2013, foi denunciado e pedida uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para averiguar a contratação da agência de publicidade FSB pela Prefeitura de Campinas no valor de R$ 20 milhões. Um dos motivos é que a diretora executiva da empresa, Paula Fontenelle, foi assessora de campanha do então candidato Jonas Donizette (PSB).

O Vereador Pedro Tourinho, no começo do mandato, criou uma subcomissão para analisar e acompanhar a situação da instalação de um campus do IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo) na região do Campo Grande. Atualmente, as obras estão em andamento.

O direito à moradia foi uma das diversas lutas do mandato do Vereador Pedro Tourinho. Em Barão Geraldo, a luta contra a especulação imobiliária também foi feita desde 2013. No Jardim Ipaussurama, cerca de 15 famílias corriam o risco de serem despejadas por conta de diversos projetos, mas graças à união dos moradores e o auxílio do mandato, todas permanecem morando nas mesmas residências até hoje.

Bitnami