MPE pede condenação de presidentes da Sanasa e Mário Gatti

O MPE (Ministério Público Estadual) pediu a condenação por improbidade administrativa, dos presidentes da Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento), Arly de Lara Romêo, e do Hospital Mário Gatti, Marcos Eurípides Pimenta. O motivo foi a “festa e luxo” que a Sanasa bancou ilegalmente, com R$ 32,9 mil, para celebrar os 40 anos da unidade de saúde, em outubro de 2014. As informações são do Jornal TODODIA.

Clique aqui e leia matéria completa

O Vereador Pedro Tourinho, na época, pediu esclarecimentos por requerimento sobre o ocorrido. O evento contou com um cardápio de luxo, como uísque, sobremesas, carpaccio ao molho de alcaparras, tartalete de bobó de camarão ao perfume de gengibre, tartalete com flores de salmão e dill ao coulis de limão siciliano, entre outros.

De acordo com reportagem do Jonal TODODIA, publicada nesta quarta-feira (05/10), a promotora Cristiane Corrêa de Souza Hillal afirma na ação que a licitação que escolheu a empresa que serviu o buffet foi direcionada, uma vez que a concorrência foi montada com a mesma relação de itens que a empresa vencedora tinha. Cristiane afirma que “junto com a solicitação de compra” do serviço de buffet, o cardápio da empresa vencedora foi anexado “para que, depois, fizesse parte integrante do edital de licitação”. Para ela, a licitação, na prática, não existiu.

Ainda segundo o jornal, o Hospital Mário Gatti apresentou à Promotoria uma proposta de outra empresa em que constava o cardápio idêntico, para refutar a hipótese de que a administração tivesse montando uma licitação que se adequasse à empresa vencedora.

O documento apresentado, no entanto, é uma “prova falsa”, segundo o MPE. Em depoimento, segundo a ação judicial, uma funcionária desse outro buffet apontou que foi procurada em janeiro por uma comissionada do Mário Gatti, que perguntou se poderia fornecer um cardápio igual ao da empresa que venceu a licitação para um evento futuro. Ela forneceu e-mails que trocou com essa servidora ao MPE. A comissionada também teve condenação por improbidade solicitada.

Melo Voador é homenageado por Pedro Tourinho

Melo Voador é homenageado por Pedro Tourinho

O Vereador Pedro Tourinho homenageou o esportista Antônio José Onofre de Melo, conhecido como Melo Voador, com o Mérito Esportivo Sérgio José Salvucci. A atividade ocorreu no Plenário da Câmara Municipal, e contou com a presença de diversos personagens marcantes na vida do homenageado.

“As pessoas que me cercam ganham esta homenagem juntos comigo e por tudo que fizeram na minha vida. Hoje, não corro mais por causa de uma cirurgia que tive que fazer, mas em 2017, vou completar 46 anos de corridas e pretendo voltar ao esporte”, afirmou Melo Voador.

Antônio José Onofre de Melo, conhecido como Melo Voador, nasceu em Guapé, no Estado de Minas Gerais, no dia 12 de abril de 1946. Melo Voador sempre teve paixão por corridas, e sua estreia foi no dia 6 de agosto de 1971 – o que significa 45 anos dedicados a este esporte.

As primeiras corridas não eram profissionais, já que ele corria para chegar à escola e cuidar do gado da família. Na juventude, além da corrida, Melo Voador jogou futebol pelo GEC (Guapé Esporte clube), mas sempre torceu para o América-MG.

Voltando às corridas, Melo Voador teve corridas patrocinadas por padre, na época de seminarista. Em sua carreira estão contadas competições como São Silvestre, Integração, Meia Maratona, Volta da Pampulha, entre outras. Melo conquistou diversas medalhas em suas inúmeras competições que participou, chegando a liderar o ranking da categoria algumas vezes. Também foi integrante do Cuca (Corredores Unidos de Campinas).

Melo Voador também se aventurou na política, sendo candidato a Prefeito de Guapé em 1988, além de candidato a deputado federal em 1986 e 1990 pelo Partido dos Trabalhadores. Mudou para Campinas em 1995 e foi candidato a vereador em 1996, 2004, 2008 também pelo PT. Melo ainda continua correndo nos dias de hoje e participando de diversas corridas.

Pedro Tourinho entrega homenagem a corredor nesta quarta-feira

Pedro Tourinho entrega homenagem a corredor nesta quarta-feira

O Vereador Pedro Tourinho vai homenagear, nesta quarta-feira (13/07), com o Mérito Esportivo Sérgio José Salvucci, o esportista Antônio José Onofre de Melo, conhecido como Melo Voador. A atividade acontecerá no Plenário da Câmara Municipal, a partir das 20h.

Antônio José Onofre de Melo, conhecido como Melo Voador, nasceu em Guapé, no Estado de Minas Gerais, no dia 12 de abril de 1946. Melo Voador sempre teve paixão por corridas, e sua estreia foi no dia 6 de agosto de 1971 – o que significa 45 anos dedicados a este esporte.

As primeiras corridas não eram profissionais, já que ele corria para chegar à escola e cuidar do gado da família. Na juventude, além da corrida, Melo Voador jogou futebol pelo GEC (Guapé Esporte clube), mas sempre torceu para o América-MG.

Voltando às corridas, Melo Voador teve corridas patrocinadas por padre, na época de seminarista. Em sua carreira estão contadas competições como São Silvestre, Integração, Meia Maratona, Volta da Pampulha, entre outras. Melo conquistou diversas medalhas em suas inúmeras competições que participou, chegando a liderar o ranking da categoria algumas vezes. Também foi integrante do Cuca (Corredores Unidos de Campinas).

Melo Voador também se aventurou na política, sendo candidato a Prefeito de Guapé em 1988, além de candidato a deputado federal em 1986 e 1990 pelo Partido dos Trabalhadores. Mudou para Campinas em 1995 e foi candidato a vereador em 1996, 2004, 2008 também pelo PT. Melo ainda continua correndo nos dias de hoje e participando de diversas corridas.

Justiça proíbe Jonas Donizette de nomear comissionados na Cohab

Justiça proíbe Jonas Donizette de nomear comissionados na Cohab

O Prefeito Jonas Donizette (PSB) foi proibido de nomear novos funcionários comissionados na Cohab (Companhia de Habitação Popular) de Campinas. A decisão partiu do juiz Mauro Iuji Fukumoto, que atendei um pedido de liminar do MPE (Ministério Público do Trabalho). A informação foi publicada na edição de hoje (07/07) do jornal TODODIA.

CLIQUE AQUI E VEJA A DECISÃO COMPLETA

A Promotoria entrou com representação na Justiça, no final de 2015, pedindo a redução do número de comissionados na autarquia dos atuais 35 para apenas três, o que ainda será analisado no julgamento do mérito da ação.

Na decisão, Fukumoto ainda determina que a Cohab apresente, em 30 dias, informações atualizadas sobre o quadro de comissionados, apontando ainda a escolaridade de cada ocupante.

O Vereador Pedro Tourinho já questionou, também no Ministério Público, o número de comissionados do governo Jonas Donizette. A Sanasa não enviou a lista de comissionados, e foi necessária a intervenção da Justiça.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Sessão da Câmara: Teto de Centro de Saúde ameaça desabar

Sessão da Câmara: Centro de Saúde ameaça desabar

Hoje subo nesta tribuna para falar sobre a administração da saúde pública de Campinas, e mais especificamente da situação do Centro de Saúde do Parque Floresta. Há cerca de 15 dias, o teto da recepção desabou, deixando, inclusive, um buraco no qual é possível ver a luz do dia.

Como trata-se de uma situação grave, já fiz requerimentos pedindo informação sobre o ocorrido, e quais os prazos para que a obra seja concluída. O CS do Parque Floresta é sobrecarregado, e atende vários bairros da região noroeste, portanto, a urgência desta obra se mostra clara.

TAQUARAL
Outra situação de Centro de Saúde que desabou foi o Taquaral, e há cerca de um ano ele passa por reformas. A atualização mais recente foi a placa colocada na frente da unidade, mas que contém o bairro São Quirino, e um telefone que também não é da unidade. Uma situação um tanto quanto bizarra.

O prédio onde funciona o Centro de Saúde do Taquaral ameaçou cair. Rachaduras profundas tomam todo o imóvel. A Defesa Civil chegou a interditar um trecho do imóvel em novembro de 2015 por causa de um deslocamento de terra que desnivelou o piso. A manutenção predial é precária. Há portas apodrecidas, paredes manchadas, pisos encardidos, telhas arrebentadas.

 

Tourinho protocola projeto que garante 50% de mulheres nos conselhos

Tourinho protocola projeto que garante 50% de mulheres nos conselhos

O Vereador Pedro Tourinho protocolou, na noite de segunda-feira (14/07) um projeto de lei que determina que o Controle Social na cidade de Campinas, deverá contar em seus conselhos, inclusive nos conselhos gestores, com a composição mínima de 50% de mulheres. O projeto agora irá passar pelas comissões da Câmara Municipal.

A participação do gênero feminino nos conselhos na proporção de 50%, se dará paulatinamente na medida em que se realizem os processos de renovação destes mesmos conselhos.

As mulheres perfazem um pouco mais da metade da população brasileira, porém, a representação no parlamento é mínima, o mesmo ocorre no Controle Social e não corresponde a sua importância na sociedade.

“A dívida do país é histórica e também a cidade de Campinas precisa resgatar este débito com as mulheres, começando por garantir a participação em igualdade numérica com os homens”, afirmou o parlamentar.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Presença de doulas nos partos é aprovada em Campinas

Presença de doulas nos partos é aprovada em Campinas

A Câmara de Campinas aprovou, com 31 votos favoráveis, em primeira votação, o projeto de lei que garante o direito das mulheres a terem o acompanhamento de doulas durante o parto e pós-parto em hospitais, maternidades e casas de parto públicas e privadas de Campinas. De autoria do Vereador Pedro Tourinho, agora, o texto espera a segunda votação, e depois, vai para a sanção do prefeito.

Doulas são profissionais capacitadas a dar apoio às mulheres, (e aos seus companheiros e/ou outros familiares) proporcionando conforto físico, apoio emocional e suporte cognitivo antes, durante e após o nascimento de seus filhos. De acordo com a proposta, se a grávida quiser o acompanhamento de uma doula, o acesso deverá ser liberado pela unidade de saúde no período de trabalho de parto, durante o parto propriamente dito e no pós-parto imediato.

“O acompanhamento de uma doula colabora na humanização do parto, dando mais segurança e conforto à mulher”, afirmou Tourinho.

O projeto também específica que a presença da doula não substitui o direito da mulher de ter também um acompanhante durante o parto, que pode ser o pai da criança ou outra pessoa escolhida por ela. O projeto prevê ainda que as doulas não poderão fazer procedimentos médicos, como medir pressão e administrar medicamentos.

Além de Tourinho, autor do texto, assinam o projeto os vereadores Gustavo Petta (PCdoB) e Thiago Ferrari (PTB).

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Pedro Tourinho denuncia Prefeitura no MPE após demissão de seguranças

Pedro Tourinho denuncia Prefeitura após demissão de seguranças

O Vereador Pedro Tourinho protocolou, na tarde desta segunda-feira, uma denúncia no MPE (Ministério Público Estadual) pedindo investigação contra a Prefeitura de Campinas por causa do rompimento de contrato com a Gocil. A empresa tinha um contrato de R$ 65 milhões com a administração e o rompeu, segundo ela mesma, por falta de pagamento. Com isso, 1,6 mil trabalhadores que faziam trabalho de limpeza e vigilância foram retirados dos respectivos postos, causando restrição no atendimento nas unidades de saúde e escolas.

A Gocil informou que o contrato foi rompido porque os atrasos nos pagamentos superam três meses. Disse ainda que recebeu informações de que não haveria previsão de liquidação das parcelas correntes até dezembro deste ano.

Vale lembrar que um antigo contrato com a Gocil foi questionado pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado). O órgão atestou que a empresa “apresentou valores acima da pesquisa de mercado e os preços unitários maiores que os referenciais”.

“Mesmo com um antigo contrato questionado pelo TCE, a prefeitura insistiu na contratação da mesma empresa. Por isso, na minha denúncia, peço a apuração do processo licitatório da mais nova contratação, do rompimento contratual, além de uma eventual negligência da administração na suspensão da prestação de serviços essenciais para a população”, comentou o parlamentar.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Demissão: Campinas amanhece sem funcionários de vigilância

Demissão: Campinas amanhece sem funcionários de vigilância

A partir de hoje, os funcionários das empresas de vigilância e zeladoria que prestam serviços à Prefeitura de Campinas vão começar a deixar teus cargos. Eles já cumprem aviso prévio e foram passadas informações de que as vagas estão sendo cortadas porque a Administração municipal tem atrasado o pagamento às prestadoras de serviço.

Os trabalhadores são da empresa Gocil, com contrato de cerca de R$ 4 milhões por mês. À imprensa, o secretário de administração Silvio Bernardin alegou queda de arrecadação, e por isso, a necessidade de cortes.

“A prefeitura alega queda de arrecadação, mas isso é uma contradição. Ao invés de enfrentar o loteamento político que fez, com funcionários comissionados, indicados por critérios políticos, ao invés de enfrentar essa realidade vexatória, enxugar seu cabide de empregos, a administração desmonta serviços públicos importantes para a população”, afirmou o Vereador.

No mês passado, Tourinho já havia denunciado que iria demitir 90 funcionários da Gocil das creches. No requerimento respondido ao gabinete, a prefeitura disse que foi critérios técnicos, como a não ocorrência de depredação nos prédios públicos, e por isso, por serem seguras, é porque as creches não precisam de segurança patrimonial.

Tourinho, no mês passado, propôs a convocações de dois secretários da administração Jonas Donizette (PSB) para dar uma explicação sobre a situação, mas a base governista derrubou o requerimento e não permitiu a ação.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Câmara de Campinas torna Bolsonaro “persona non grata” na cidade

Câmara de Campinas torna Bolsonaro “persona non grata” na cidade

A Câmara de Campinas aprovou uma moção de protesto, do vereador Pedro Tourinho, contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). O parlamentar, em entrevista ao jornal Correio Popular, na edição de domingo, 1º de Maio, comentou a Moção de Protesto aprovada por esta casa, contra o elogio ao torturador da ditadura militar, Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra durante sessão da Câmara dos Deputados.

O parlamentar afirmou ao Correio Popular: “Essa Câmara Municipal de vocês aí é fraca. Estou me lixando para esses vereadores que votaram isso. Eles não têm o que fazer, são uns desocupados… Esses vereadores são otários!”.

“Ao invés de reconhecer que elogiar um torturador reconhecido pela Justiça como tal foi uma péssima atitude, Bolsonaro prefere reafirmar sua posição ao chamá-lo de herói nacional e ainda insulta todos os campineiros representados na Câmara Legislativa”, afirmou Tourinho.

Na moção, Tourinho ressalta que discorda da tentativa de Bolsonaro de desqualificar o Poder Legislativo municipal e afirma também que o parlamentar passa a ser persona non grata em Campinas. Após a aprovação, o documento será encaminhado ao gabinete do deputado.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco