Hoje: debate público sobre a patologização da educação

Hoje: debate público sobre a patologização da educação

Nesta terça-feira (21), o mandato do vereador Pedro Tourinho (PT) promove, em parceira com o movimento Despatologiza e com o Conselho Regional de Psicologia (CRP/SP), o debate “A patologização da educação”. A atividade acontece a partir das 18h, no Plenarinho da Câmara, que fica na Rua Engenheiro Roberto Mange, 66, na Ponte Preta.

Para debater o tema, a organização convidou a professora Angela Soligo, que é docente do Departamento de Psicologia Educacional da Faculdade de Educação da Unicamp, membro do Grupo de Pesquisa Diferenças e Subjetividades em Educação, pesquisadora do racismo, gênero, homofobia e representações sociais, presidente da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP) e vencedora do Prêmio Darcy Ribeiro, devido às contribuições na área de Educação no Município de Campinas.

A discussão é parte das atividades em comemoração ao mês de conscientização sobre a despatologização da vida.

Tourinho promove debate sobre o Dia Nacional de Luta Contra a Exposição ao Benzeno em parceria com Sindicatos

Tourinho promove debate sobre o Dia Nacional de Luta Contra a Exposição ao Benzeno em parceria com Sindicatos

Pelo segundo ano consecutivo, o vereador Pedro Tourinho (PT), debateu a Luta Contra a Exposição ao Benzeno na Câmara Municipal de Campinas, na data nacional que marca essa pauta, 05 de outubro. A atividade foi realizada em parceria com o Sinpospetro (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Campinas e Região), o Sindipetro (Sindicato Unificado dos Petroleiros) e o SindPetrol (Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios e Derivados de Petróleo de Campinas).

“É muita satisfação ser parceiro dos diversos grupos que estão em luta contra a exposição ao benzeno. A gente sabe que a exposição ao benzeno é um problema importante de saúde pública e de saúde do trabalhador no nosso país. Como fruto dessa parceria, já produzimos aqui projetos de lei, inclusive aprovados e depois vetados em âmbito estadual pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB)”, comentou o vereador.

O benzeno é uma substância tóxica presente na gasolina. Ao abastecer o carro, essa substância é expelida em forma de gás e é absorvida, pelos trabalhadores e usuários, pela respiração, pela pele ou por ingestão. No organismo humano, o benzeno leva à ocorrência de câncer.

A íntegra do debate está disponível no canal do Youtube da Câmara Municipal de Campinas. Assista em: https://www.youtube.com/watch?v=Bs465m7G518

(Foto: assessoria de imprensa da Câmara Municipal de Campinas)

Tourinho promove debate no Dia Nacional de Luta Contra a Exposição ao Benzeno

Tourinho promove debate no Dia Nacional de Luta Contra a Exposição ao Benzeno

O vereador Pedro Tourinho (PT) promove debate público com o tema sobre a luta contra a exposição do benzeno, nesta quinta-feira (05/10), a partir das 14h, no Plenarinho da Câmara de Campinas.

A ação será feita em conjunto com o Sinpospetro (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Campinas e Região), Sindipetro (Sindicato Unificado dos Petroleiros),  SindPetrol (Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios e Derivados de Petróleo de Campinas) e mandato do vereador Tourinho.

O dia 5 de outubro é a data nacional de luta contra os efeitos da exposição ao benzeno, produto altamente cancerígeno. O debate serve para alertar os trabalhadores e usuários dos postos de combustíveis sobre o mal causado pelo benzeno à saúde.

O benzeno é uma substância tóxica presente na gasolina. Ao abastecer o carro, essa substância é expelida em forma de gás e é absorvida, pelos trabalhadores e usuários, pela respiração, pela pele ou por ingestão. No organismo humano, o benzeno leva à ocorrência de câncer.

Campinas recebe Caravana da Luta Antimanicomial e Direitos Humanos

Evento tem programação gratuita com debates sobre saúde mental e outras atividades, como feira de economia solidária e música, dia 04/10, a partir das 9h

O Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, instituição referência em saúde mental de Campinas, recebe nesta quarta-feira (4) a Caravana da Luta Antimanicomial e Direitos Humanos. O evento ocorre na própria instituição, em Sousas, das 9h às 18h, e é aberto a todos interessados.

A caravana conta com muitos convidados importantes e renomados no cenário da saúde mental, como Paulo Amarante, Paulo Mariante, Lumena Furtado, Pedro Tourinho, Alexandre Padilha, entre outros. Além da mesa de debate com os convidados o dia será de muitas atividades, música, feira de economia solidária e troca de saberes.

O objetivo é o de passar por diversas cidades contemplando as diversas regiões do Estado de São Paulo com o intuito de potencializar a base da militância pela Luta Antimanicomial e defender os Direitos Humanos. Trata-se de agregar e buscar construir uma unidade dos movimentos sociais com pautas diversas, mas que convergem e transversalizam na essência de seus esforços e resistência.

O Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira foi uma das Instituições escolhidas para receber o movimento por ter desativado os leitos psiquiátricos e por oferecer um cuidado humanizado, com respeito a individualidade de cada usuários tratado. A instituição existe há mais de 90 anos e atende em Campinas 7 mil usuários da saúde mental, gerenciando aproximadamente 40 unidades que oferecem o tratamento, com o apoio de mil trabalhadores que cuidam da saúde mental da população nas unidades como: CAPS, Centros de Convivência, CAPS álcool e drogas, CAPS III, CAPS IJ, Consultório na Rua, Projetos de Geração de Renda e Projetos Culturais (de arte, música e esporte), que promovem a inclusão social do indivíduo de forma antimanicomial, justa e solidária.

Programação:

09h00 – (em frente a Loja Armazém das Oficinas)
Venda de produtos orgânicos
Plantio de Mudas
Estação Reciclagem de Papel
Feira de Economia Solidária e Exposição de Arte Postal

10h00 – Roda de Conversa – tema: “Cenário Atual: Direitos em Risco”
12h00 – (Em frente a loja Armazém das Oficinas) – Apresentação do grupo Mukama
13h00 – Apresentação de dança do ventre

13h30 – Mesa de Abertura: entidades e representantes da Frente Estadual Antimanicomial de São Paulo
14h30 – Mesa de Convidados e debate
Participantes: Silvana Borges, Paulo Amarante, Paulo Mariante, Alexandre Padilha, Aristeu Bertelli, Lumena Furtado e Pedro Tourinho.

Serviço:

Caravana da Luta Antimanicomial
Local: Instituição Dr. Cândido Ferreira. Rua Helena Fabrini, Sousas – Campinas
Data: 4 de outubro
Horário: 9h às 18h
Entrada: gratuita

Fonte: assessoria de imprensa

(Texto: www.campinas.com.br)

CEE Saúde em Ação se reúne com Secretaria de Saúde

CEE Saúde em Ação se reúne com Secretaria de Saúde

A CEE (Comissão Especial de Estudos) que foi criada para debater o programa do Governo do Estado, Saúde em Ação se reunião na tarde desta quarta-feira (19/04), na Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo foi entender todas as obras e reformas que serão feitas na cidade. A comissão é presidida pelo Vereador Pedro Tourinho.

O programa foi criado em 2014 pela Secretaria de Estadual da Saúde de São Paulo para fortalecer a rede pública do estado, e na cidade, estão previstos R$ 104 milhões de investimentos. A Prefeitura, nesta reunião, apresentou as unidades que estão em reformas – todas ainda na fase de projeto, sem nenhuma obra iniciada.

Em relação aos que serão construídos, os Centros de Saúde Satélite Íris I, Perseu Leite de Barros e Santos Dumont ainda são os únicos que iniciaram suas obras – o que ocorreu antes da criação da CEE.

O programa é uma parceria do governo do Estado com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Cabe à Prefeitura apontar as necessidades, adquirir ou ceder os terrenos onde serão construídas as novas unidades, e serão cinco anos até a conclusão.

“A comissão de propõe a analisar projetos, acompanhar as mudanças das unidades que forem reformadas, e junto com a população, encontrar melhores saídas para que os usuários sejam impactados da menor forma possível”, afirmou o parlamentar.

Estão previstas as construções dos Centros de Saúde Satélite Íris I, Perseu Leite de Barros e Santos Dumont, já iniciadas, além dos Centros de Saúde Satélite Íris 2, Nova América, DIC VI, Jardim Florence, Esmeraldina e Boa Vista, CAPS Sul/Sudoeste e AME (Ambulatório Médico de Especialidades – cirúrgico + idoso).

As reformas acontecerão em dez unidades municipais: Centros de Saúde Integração, Aeroporto, São José, Ipaussurama, São Quirino, São Cristovão, Parque Floresta, Jardim Conceição e Costa e Silva, além do CAPS Integração (Noroeste), e uma estadual: Diretoria Regional de Saúde.

Além de Pedro Tourinho na presidência, a CEE será composta por Edson Ribeiro (PLS), Professor Alberto (PR), Marcelo Silva (PSD) e Rubens Gás (PSC).

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Previdência: Debate dos profissionais de saúde ocorre nesta quarta

O Vereador Pedro Tourinho vai promover, nesta quarta-feira, o debate público “Reforma de Previdência e os impactos na vida de profissionais de saúde”. O evento será a partir das 14h, no Plenarinho da Câmara, e foi feito em parceria com o SEESP (Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo).

Além do próprio parlamentar, vão compor a mesa Carlos Gouveia, presidente da Comissão de Direito Previdenciário da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Paulo e Solange Caetano, presidente do SEESP.

O governo de Michel Temer apresentou seu projeto de reforma da Previdência. Pela proposta de emenda constitucional, a idade mínima para se aposentar será de 65 anos, com pelo menos 25 anos de contribuição à Previdência. Mas, na prática, para receber 100% do valor, será preciso contribuir por 49 anos, mesmo que tenha atingido os 65 de idade.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Lei das Doenças Negligenciadas é sancionada em Campinas

Lei das Doenças Negligenciadas é sancionada em Campinas

A lei 15.388/2013 que cria a Semana da Conscientização das Doenças Negligenciadas no calendário oficial do município foi sancionada e publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (23/03). A semana será realizada no período que contemple o dia 14 de abril, data em que no ano de 1909, o médico e pesquisador Carlos Chagas divulgou a descoberta da doença que ficou batizada com o seu nome.

“Precisamos erradicar essas doenças e combater principalmente o silêncio epidemiológico que existe em nossa sociedade”, afirmou Pedro Tourinho, um dos autores do projeto. Além dele, o vereador Carlão do PT, e os ex-vereadores Ângelo Barreto e Carlinhos Camelô também assinaram a lei, que foi construída em conjunto com ACCAMP (Associação dos Portadores da Doença de Chagas de Campinas e Região).

O termo “doenças negligenciadas” surgiu na década de 70 e refere-se a doenças causadas por agentes infecciosos e parasitários. Essas doenças tendem a ser endêmicas em população de baixa renda e muitas vezes não despertam o interesse das grandes empresas farmacêuticas em produzir medicamentos e vacinas para o tratamento.

De acordo com a lei as doenças consideradas negligenciadas são:

– Doença de Chagas
– Cisticercose
– Dengue e dengue hemorrágica
– Dracunculíase (doença do verme-da-guiné)
– Equinococose
– Fasciolíase
– Tripanossomíase
– Leishmaniose
– Lepra
– Filaríase linfática
– Oncocercíase
– Raiva
– Esquistossomose
– Parasitoses
– Tracoma
– Bouba
– Elefantíase
– Picadas de cobras
– Estrongiloidíase
– Úlcera de Buruli

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Um a cada quatro autoclaves está quebrado em Campinas

Um a cada quatro autoclaves está quebrado em Campinas

Um a cada quatro autoclaves não está funcionando na Rede SUS de Campinas. Os dados foram confirmados pela Secretaria de Saúde em resposta a um requerimento feito pelo Vereador Pedro Tourinho. Autoclave é um aparelho que utiliza vapor de água sob pressão para esterilizar instrumentos.

Segundo a Secretaria de Saúde de Campinas, a cidade dispõe de 58 equipamentos para esterilização distribuídos em suas unidades, e atualmente, 15 estão quebrados, o que representa 25,86% de toda a rede. O contrato de manutenção está em fase de prorrogação, mas não foi informado vencimento ou qual a atual localização do processo.

Pedro Tourinho - Logotipo preto e branco

Prefeitura de Campinas suspende exames e Pedro Tourinho vai ao MPE

Prefeitura de Campinas suspende exames e Pedro Tourinho vai ao MPE

O Vereador Pedro Tourinho vai acionar o MPE (Ministério Público Estadual) contra uma normativa da Prefeitura de Campinas que suspendeu, sem prazo para retorno, diversos exames na área da saúde. A norma da prefeitura foi enviada a todas unidades de saúde da Rede SUS Campinas, no dia 15 de março.

De acordo com a normativa, a prefeitura solicita “a manutenção da suspensão de coleta dos exames TSH, Toxoplasmose IgG/IgM, Ferritina e PSA livre e a suspensão de coleta de Creatinina e HDL do Grupo 5 – Imunoquímica do Formulário Único por tempo indeterminado, devido à falta de kit reagentes”.

“Esta administração não começou agora. Ela está indo para seu quinto ano. Isso jamais poderia ocorrer, e só mostra a falta de organização, distribuição e provisão de uma verba para tratar pontos básicos da saúde, que, neste caso, é a prevenção de problemas importantes”, afirmou o parlamentar.

Os exames que estão suspensos são os seguintes:

TSH: Avalia distúrbios da tireoide;

Toxoplasmose IgG/IgM: Importante durante a gestação e pode prevenir a má formação congênita do feto;

Ferritina: Avalia diversos tipos de anemias;

PSA livre: Prevenção de câncer de próstata;

Coleta creatinina: exame que avalia funções dos rins, e ajuda no diagnóstico de diabetes, hipertenção, etc;

HDL: O colesterol HDL pode ser pedido como acompanhamento após um resultado alto de colesterol;

normativa-saude tourinho

Volta dos transgênicos na merenda escolar será votada na quarta

O Prefeito Jonas Donizette (PSB), através de sua base governista, conseguiu aprovar o regime de urgência para a aprovação do Projeto de Lei 66/2007, que revoga a lei que proíbe alimentos transgênicos na merenda escolar. Com a urgência, o projeto vai entrar em pauta na próxima quarta-feira (26/04).

Logo após este projeto ter entrado na casa, imediatamente protocolei um projeto de lei que obriga a Prefeitura de Campinas a incluir alimentos orgânicos na merenda da rede de educação da cidade. Mais de 200 mil refeições são servidas diariamente no município. O meu projeto, ao contrário do governo, foi discutido com diversos setores da sociedade.