Depois da Sanasa, juiz determina demissão de comissionados da Cohab

Depois da Sanasa, juiz determina demissão de comissionados da Cohab

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, Mauro Fukumoto, ordenou que a Cohab ( Companhia de Habitação Popular de Campinas) reduza o número de funcionários comissionados – contratados sem realização de concurso público.

De acordo com a decisão, a Cohab até até o começo do próximo mês pra extinguir os cargos de assessor administrativo (níveis I, II e III), assessor técnico (níveis I, II, III e IV), assessor jurídico (níveis I e II) e assessor de imprensa.

Para ele, os atos que criaram os postos são inconstitucionais, porque as “atividades não são de assessoria, mas técnicas, burocráticas ou administrativas”. Além disso, ele destaca a hipótese da criação de outros postos para as funções, desde que sejam preenchidos por concurso público.

SANASA

Na semana passada, o mesmo juiz condenou o presidente da Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento), Arly de Lara Romeo a perda do cargo, além de uma multa de dez vezes o próprio salário. A decisão foi dada no dia 30 de março, depois de uma ação do Ministério Público Estadual em relação à contratação de servidores comissionados.

Além da condenação, Fukumoto também determina a extinção de todos os empregos do Quadro de Assessoria e consequentemente, a exoneração de seus ocupantes em trinta dias após o trânsito em julgado, facultando eventual criação de outros empregos, a serem preenchidos por concurso público, ou mesmo de empregos.

One comment

  • Ricardo

    By Ricardo

    Reply

    Muito bom isso
    Falta nas administraçõesindiretas
    Demissão já pra eles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>