Pedro Tourinho vai ao Ministério Público contra aumento da passagem

O Vereador Pedro Tourinho vai protocolar uma denúncia no MPE (Ministério Público Estadual) contra o aumento da da tarifa do transporte coletivo. A partir do dia 7 de janeiro, a passagem vai subir de R$ 3,80 para R$ 4,50 – um aumento de 18,42%. O reajuste foi publicado no Diário Oficial de segunda-feira (02/01). O órgão estadual só aceita protocolos a partir da próxima segunda-feira, dia 9, portanto, a denúncia será entregue neste dia.

O preço de R$ 4,50 será cobrado dos passageiros que pagam a passagem em dinheiro e no vale-transporte. Já os usuários do Bilhete Único terão descontos de R$ 0,30, e vão pagar R$ 4,20. Assim, o passe escolar custará R$ 1,68 e o universitário, R$ 2,10.

Tourinho vai argumentar um aumento acima da inflação (tarifa subiu 18,42% enquanto a inflação acumulada de 12 meses ficou em 6,98%, segundo o IPCA – IBGE); O reajuste não foi passado pelo Conselho Municipal de Transportes, conforme a legislação da cidade indica; A planilha tarifária da Emdec precisa ser publicizada para a população imediatamente; As próprias empresas admitiram queda no custo, após a demissão de cerca de 1,5 mil cobradores; O aumento absurdo do subsídio repassado às empresas, que só no ano passado chegou a 216%.

A Integração também foi alterada pelo Prefeito Jonas Donizette (PSB). A primeira integração (descer de um ônibus e pegar outro) continuará normal, porém, caso o usuário ainda pegue um terceiro ônibus, irá pagar mais R$ 0,30.

SUBSÍDIO

De acordo com a Lei Orçamentária Anual, aprovada no final do ano passado, o subsídio de 2017 ficou em R$ 95 milhões. Em 2015, Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) anunciou que a verba mensal seria de R$ 1 milhão às concessionárias do transporte até dezembro, mas em março o valor foi alterado para R$ 2,5 milhões. No começo do ano passado, em janeiro foi pago R$ 7 milhões e em fevereiro foi de R$ 8 milhões – R$ 15 milhões em dois meses de um total de R$ 30 milhões previstos para 2016. Em abril, o montante foi fechado em R$ 95 milhões.

One comment

  • Clodoaldo Oliveir@

    By Clodoaldo Oliveir@

    Reply

    Parabéns nobre vereador por representar a população nesta dura luta contra este aumento abusivo e desrespeitoso. Sem dizer nas condições dos ônibus e ao descaso com a população referente as escalas de horários, que infelizmente diariamente não são cumpridas pelos motoristas de todas as linhas que operam no sistema de transporte da cidade.
    Sinceramente espero que outros nobres pares tenham a mesma conduta e consciência de que a população não deve arcar com o rombo dos cofres públicos pois pagamos caro por um transporte ineficiente e que está sendo bom somente para os proprietários das empresas. Parceria tem que ser boa para os 2 lados e não somente para os empresários.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>